Retrospectiva TURNÊ 2012

E o sol brilha no horizonte, iluminando a Turnê 2012!

Assim como em todos os anos depois das Turnês, no decorrer de 2010 a Camerata Ivoti continuava levando o programa da recente Turnê para vários públicos. As apresentações se seguiram junto à Abertura do Projeto Musicâmara; na V Feira do Mel, Rosca e Nata, de Ivoti; participação na 56° Feira do Livro de Porto Alegre; participação da inauguração do Memorial da Colônia Japonesa, em Ivoti; participação em eventos do SINEPE/RS; Seminário Estadual Música na Escola; participação da cerimônia de Investidura do Sínodo Nordeste Gaúcho; e apresentação no VI Natal no Coração de Ivoti. Embora os compromissos com apresentações houvessem aumentado, os ensaios durante o ano de 2010 se mostravam mais leves. Por outro lado, iniciava-se a preparação de novos alunos que passariam a integrar a Família Camerata Ivoti em 2011, este sim um ano de renovados trabalhos.

O ano de 2011 se iniciava com o planejamento da Turnê 2012, o que trouxe alegria, animação e incentivo a todos para um novo ano de muita dedicação. As apresentações continuaram acontecendo com o Concerto de Inverno no Instituto de Educação Ivoti; participação no batismo do Navio Cargueiro Santa Catarina, em Itapoá/SC; Concerto na cidade de Harmonia; participação na abertura da 6° Feira das Flores de Ivoti; na abertura da 57° Feira do Livro de Porto Alegre.

Para recompensar o trabalho e abrilhantar ainda mais o crescente sucesso da Camerata Ivoti, o ano de 2011 proporcionava um Concerto de Gala digno de grande orgulho e enorme satisfação. Durante o segundo semestre do ano a Camerata, o Coro e os grupos de alunos de Violino, Viola, Cello e Baixo se prepararam para um memorável e inesquecível Concerto no Theatro São Pedro, que aconteceu dia 15 de novembro de 2011, em Porto Alegre. Mérito que vinha unir a todos, professores e alunos, coralistas, músicos, musicistas, familiares e amigos, assim como demais convidados e apreciadores em torno de uma mesma emoção. Para alguns, o júbilo de poder subir e, por merecimento do esforço e da dedicação, mostrar seu talento musical num dos mais importantes palcos artísticos do sul do país. Para outros, a exultação e o orgulho de poder assistir e aplaudir filhos e filhas, netos e netas, sobrinhos e sobrinhas, amigos e amigas, alunos e alunas, conhecidos e conhecidas em suas apresentações; assim como para outros tantos apenas o deslumbre e regozijo de simplesmente poder apreciar o espetáculo da interpretação de diferentes e imortais clássicos musicais.

Depois do memorável Concerto no Theatro São Pedro, a Camerata Ivoti colheu ainda mais louros por seus feitos. Entre as novas apresentações, Concerto no evento “Natal no Coração”, em Ivoti, juntamente com o músico gaúcho Renato Borghetti; e uma apresentação ao vivo no programa televisivo da RBS TV, Bom Dia Rio Grande, com a apresentadora Carla Facchim.

Assim, o ano de 2012 se iniciava com boa música e a alegria de boas novas. No dia 01 de janeiro de 2012 a TVE/RS transmitia em sua programação o Concerto do Theatro São Pedro. Além disso, em meio aos muitos ensaios da Camerata, uma grata surpresa deixava todos muito animados: a RBS TV faria reportagens especiais com a Camerata Ivoti durante a Turnê pela Alemanha. O repórter Maurício Gonçalves e o cinegrafista Alexandre Santos acompanhariam a turminha pela Europa durante uma semana, para registrar e divulgar um pouco das aventuras e das histórias nos lindos cenários em que aconteceriam os concertos na nova Turnê. Cada vez mais a Camerata divulgava sua música e a cidade de Ivoti.

O reconhecimento do público é um presente que alegra todos os corações! E seguindo com essa alegria, os sorrisos e o entusiasmo da Família Camerata Ivoti se encontraram novamente no Aeroporto Internacional Salgado Filho, no dia 12 de janeiro, quando começavam as aventuras de 2012! A Turnê 2012 teve seu início no norte europeu, onde a turminha brasileira descobriu Oslo!

12/01/2012 – Saída do Brasil.

13 a 15/01 – Oslo/Noruega – a chegada ao Aeroporto Gardermoen se deu às 14h15min. De lá o grupo brasileiro seguiu de trem até o centro de Oslo, onde as famílias hospedeiras aguardavam. A primeira dificuldade, a língua, logo fora eliminada, pois o inglês ajudou muito. E quando não funcionava, gestos e um largo sorriso resolviam qualquer dificuldade! De Oslo, junto com os hospedeiros, o grupo se deslocou até a comunidade de Uranienborg, onde foi recepcionado com muita alegria. Logo depois já ocorria o primeiro ensaio com o grupo de alunos do método Suzuki, de Oslo. Em seguida, depois da viagem e de um pouco de trabalho, a noite se destinou para um longo e agradável descanso! O dia 14/01 começou com um ensaio junto ao grupo de Oslo, seguido de um almoço na comunidade local. À tarde a turma teve a oportunidade de fazer um passeio no parque de esculturas Vigelandsparken, local em que também quase viraram em estátuas… de gelo, tal o frio que fazia por lá! Mas nada segura essa turminha, que se esquenta com música e muita animação! O primeiro concerto ocorreu ainda à tarde, na comunidade de Uranienborg/Oslo, organizado pela Embaixada Brasileira e pelo Grupo Suzuki, de Oslo. Após um dia de muitas descobertas, à noite foi reservada com programação junto às famílias hospedeiras. No dia 15/01 o grupo se encontrou para um ensaio na igreja Lovisenberg, onde às 11h00min participou do culto com a realização do segundo concerto. Logo depois, ocorreu uma confraternização com os hospedeiros e, à tarde, um passeio com direito a esquiar em Holmenkollen, uma estação de esqui onde fica o mais antigo trampolim para salto de esqui do mundo, inaugurado em 31 de janeiro de 1892. Após uma tarde de grandes aventuras e diversão na neve, o grupo procurou uma boa noite de descanso, pois o dia seguinte reservava nova viagem, rumo à Alemanha.

16 a 19/01 – Berlin/Alemanha – o grupo brasileiro desembarcou no Aeroporto Tegel, onde as famílias hospedeiras esperavam para, de imediato, todos seguirem até a Escola Beethoven, local escolhido para uma recepção com lanche. À tarde ocorreu uma visita ao Reichstag, o Parlamento Alemão, onde o grupo pode conhecer um pouco mais sobre a história alemã. A noite foi livre com os hospedeiros. Momento descontraído para muitas conversas, para praticar a língua alemã e de fazer uso de muitos gestos e sorrisos! No dia 17/01 a turma se reuniu na Escola Beethoven e, de lá, todos seguiram para os passeios do dia: Potsdamer Platz; Memorial do Holocausto; Portão de Brandenburgo; Praça Paris. Após os passeios o grupo retornou para a escola, onde ensaiou com o coro da mesma instituição. Às 19h00min aconteceu o concerto da Camerata em conjunto com o coro e alunos da Escola Beethoven. O dia 18/01 reservou mais passeios a todos, entre os quais: Museumsinsel (museus de Berlin); Neues Museum, Berliner Dom (Catedral de Berlin); o Bundeskanzleramt (Chancelaria); local de trabalho da Chanceler Angela Merkel; Hackescher Markt (uma praça muito movimentada no bairro Central Mitte, destruída na guerra e negligenciada durante a divisão de Berlin, e que hoje é um centro comercial e cultural); das Alte Berlin. Depois do almoço, a tarde foi livre para passeios e compras, a diversão da turminha! Às 19h00min o grupo se reencontrou na Philharmonie, onde todos assistiram ao Concerto para Violino e Orquestra de Beethoven, executado pela Sinfônica da Rádio de Berlin. À noite, o merecido descanso junto aos hospedeiros. No dia 19/01, cedo, todos seguiram para a escola Friedensburg-Oberschule, onde ainda pela manhã aconteceu o concerto para os alunos. A editora de material didático Cornelsen se fez representar neste concerto, contribuindo com o projeto de música da ASCARTE, sendo que os alunos receberam brindes. O restante do dia foi livre com os hospedeiros e, à noite, o grupo se reuniu para a despedida.

20 a 21/01 – Leipzig – a viagem entre Berlin e Leipzig foi realizada de trem, sendo essa mais uma novidade para a turminha. Na chegada, recepcionado pelo Pastor Haubold, o grupo seguiu de S-Bahn (trem) até Markkleeberg. Após um passeio pela região, a turma conheceu seus hospedeiros. O concerto ocorreu à noite, na Martin-Luther-Kirche, em Markkleeberg West. No dia 21/01, pela manhã, a viagem seguiu novamente para Leipzig, com direito a passeio pela cidade. O grupo brasileiro conheceu os pontos mais importantes do local, tendo esse momento livre até às 15h00min, quando todos assistiram, na Igreja de St. Thomas, ao concerto do Thomanenchor, um coro de meninos entre 9 e 18 anos, fundado em 1212. Johann Sebastian Bach trabalhou nesta igreja como regente e compôs várias de suas peças. Hoje a igreja guarda seu túmulo. Depois de um banho de cultura, ocorreu uma visita seguida de janta na sede da Gustav-Adolf-Werk. Depois da janta, o retorno para Markkleeberg, onde os hospedeiros já aguardavam a todos.

Enquanto isso, no Brasil, as famílias dos integrantes da Camerata recebiam com alegria e ansiedade e-mails semanais da professora Alexa com descontraídos relatos sobre os passeios realizados, os lugares visitados, bem como de pequenos e até divertidos contratempos e experiências vividas por alguns integrantes da turma. Além do contato que cada família fazia com seu filho ou filha, os retornos da professora Alexa eram muito bem vindos, pois oportunizaram aos pais um acompanhamento contínuo sobre as vivências do grupo durante a turnê.

 22 a 25/01 – München – a turminha chegou a München de trem, às 14h41min, sendo recepcionada pela equipe da RBS TV, que já começou seus trabalhos de reportagem junto a Camerata. De München, a viagem seguiu de trem até Erding. De Erding até Oberbierbach o grupo seguiu de ônibus, sendo lá recepcionado com lanche. O concerto ocorreu às 18h00minh, em Oberbierbach/Fraunberg, junto com alguns grupos locais. Logo depois do concerto, nova confraternização com os hospedeiros. No dia 23/01 ocorreu o encontro da turminha em Fraunberg, na Gasthaus Stuhlberger, de onde todos partiram de trem para München. Lá chegando, às 11h00min o grupo assistiu ao carrilhão com bonecos animados na torre da prefeitura de München, na Marienplatz. A tarde seguiu livre com passeios na Allianz Arena, estádio do Bayer, e compras na cidade. Ao final da tarde, todos voltaram para Fraunberg, onde os hospedeiros aguardavam na Gasthaus Stuhlberger. As atividades do dia 24/01 iniciaram cedo, com viagem até Dachau, onde a turma visitou o Campo de Concentração e conheceu mais sobre essa triste parte da História Nazista. O campo foi construído pelos nazistas em 1933 em uma antiga fábrica de pólvora. A partir de 1948 foi usado como campo de refugiados, situação que se estendeu até a década de 60, quando foi construído o Memorial, hoje aberto a visitações. Depois do almoço, seguiu-se a parte mais divertida daquela viagem: uma tarde de relax no Parque Aquático de Erding. Momentos de alegria e descontração, seguidos da volta para Fraunberg e uma noite tranquila de sono e descanso. A manhã do dia 25/01 foi reservada para o grupo conhecer a cidade de Erding e sua famosa Torre. O passeio seguiu até a Rua Franz-Brombach, famosa por abrigar a Cervejaria Erdinger, maior do mundo na fabricação da cerveja de trigo. Nessa área o grupo também visitou o Restaurante Erdinger Weißbräu, onde todos lancharam, e também a empresa de importação de minerais, a Egger. Empresa que está no mercado mundial como fabricante e atacadista de minerais e pedras preciosas há 40 anos. Logo após as visitações a turma seguiu para o Centro Comunitário Evangélico, onde às 19h00min aconteceu o concerto na Erlöserkirche.

26 a 28/01 –Rottenbuch – o dia 26/01 começou muito bem para a turminha. Sua casa motorizada e seu motorista particular, Peter, chegaram para ficar a sua disposição. Durante a viagem até Rottenbuch – cidade Co-Irmã de Ivoti – a Camerata Ivoti visitou a escola Mittelschule, de Peiting, onde também se apresentou para os alunos. Logo depois, o grupo seguiu para Rottenbuch, onde conheceu seus hospedeiros e passeou pela cidade. Às 19h30min a Camerata Ivoti se apresentou no Fohlenhofsaal, concerto no qual se fizeram presentes a Prefeita de Ivoti, Sra Maria de Lurdes Bauermann, o Secretário de Educação, professor Marcelo Fröhlich, e a intérprete professora Josiane Richter. Um dia que se encerrava com chave de ouro! Na manhã dia 27/01, cedo, a turminha se encontrou para uma apresentação na escola Volksschule Rottenbuch. Logo depois, ocorreu uma recepção no Schloßhotel Lisl, em Schwangau, onde se deu a visita ao Schloss Hohenschwangau (Castelo do Grande Condado do Cisne), que foi a residência de infância do Rei Luis II da Baviera, tendo sido construído pelo seu pai, o Rei Maximiliano II. Mais de 300.000 turistas de todo o mundo visitam o castelo a cada ano. Após a linda visita o grupo se reuniu para um almoço no Schloßhotel Lisl! Guten Appetit!!! E para completar o passeio pelo mundo de reis, príncipes e princesas, à tarde a visita foi ao Castelo Neuschwanstein, construído por Luís II da Baviera, na segunda metade do século XIX, e inspirado na obra de seu amigo e protegido, o grande compositor Richard Wagner. A arquitetura do castelo possui um estilo fantástico, o qual serviu de inspiração ao “Castelo da Bela Adormecida”, símbolo da Disney. Apesar de não ser permitido fotografar o seu interior, é um dos edifícios mais fotografados da Alemanha e um dos mais populares destinos turísticos europeus, além de também ser considerado o “cartão postal” daquele país, recebendo em média 1,3 milhões de visitantes anuais. Depois de tanta diversão e cultura, o Concerto da Camerata ocorreu às 19h00min, no Foyer do Museu dos Reis da Baviera, sendo eles o primeiro grupo estrangeiro a se apresentar nesse espaço depois de sua renovação! Uma honra incrível para a Camerata Ivoti! E assim terminava um dia especial que transportou nossa turminha para o passado e a fez reviver um pouco da história dessa terra da tantas maravilhas! O passeio marcado para o dia 28/01, sábado, foi cancelado. A visita ao Zugspitze (ponto mais alto da Alemanha) não foi possível, pois havia tido cinco metros de neve que impossibilitava o acesso. O “plano B” do dia levou a turma a uma trilha num bosque nevado, onde todos puderam observar veados selvagens. O almoço seguiu com diversão junto a um show de mágicas! À noite, antes da confraternização de despedida e com muita diversão, o grupo brasileiro fez uma trilha com tochas de fogo. Rottenbuch foi também o lugar onde o grupo da Camerata se despediu da equipe de reportagem brasileira da RBS TV.

29 a 30/01 – Nördlingen – a recepção do grupo se deu na prefeitura da cidade. Em seguida, a turma foi distribuída entre os hospedeiros, com quem todos almoçaram. À tarde o passeio seguiu pela cidade para conhecer o Rieskratermuseum, um museu com especialidade em geologia e que tem como tema principal “a formação de crateras de impacto”. Nördlingen é uma cidade da Baviera e está localizada no meio da bacia do Ries, uma gigantesca cratera resultante do impacto de um meteorito há milhões de anos. Hoje, Nördlingen e Rothenburg ob der Tauber, são as duas únicas cidades da Alemanha que ainda possuem uma muralha completa em torno da cidade. No dia 30/01, pela manhã, o grupo brasileiro visitou a escola Theodor-Heuss-Gymnasium, onde todos conversaram com alunos e a Camerata se apresentou. O almoço do dia foi junto com os hospedeiros, sendo que a tarde ficou livre para descansos e compras ou, ainda, para uma visita à muralha que cerca a cidade. O concerto do dia ocorreu na mesma escola.

Mais uma vez, no Brasil, chegava o esperado e-mail com notícias da professora Alexa. Entre os relatos, a expressão de alegria e satisfação com as notícias e reportagens sobre a Turnê da Camerata feitas e divulgadas pela RBS TV, inclusive no site G1. Entre a descrição dos maravilhosos passeios diários e de novos acontecimentos engraçados e divertidos com alguns membros do grupo, a satisfação pela presença da Prefeita de Ivoti e sua pequena comitiva.

31/01 – Stuttgartpela manhã a turminha conheceu e fez suas compras na loja de produtos de música Paganino, de onde todos seguiram para outro passeio e compras pelo centro da cidade. À tarde aconteceu o concerto na Empresa Mahle. A Empresa Mahle, com sede também no Brasil, em São Paulo, participa do projeto de música do IEI/ASCARTE através da Lei Rouanet. O pernoite do grupo brasileiro foi no albergue Jugendherberge Stuttgart Neckarpark. Muita alegria, animação e festa da família reunida!

01 a 02/02 – St. Wendel – No dia 01 de fevereiro, às 09h00min, o grupo iniciou mais uma viagem. O destino foi Niederlinxweiler, em St. Wendel, onde a Camerata já esteve por duas vezes, sempre recebida com muito carinho. A chegada se deu ao meio dia, sendo que às 15h00min ocorreu uma saída para Tholey, onde o grupo visitou o mais antigo Mosteiro Beneditino da Alemanha. Há mais de 1.400 anos monges vivem e oram ali obedecendo às regras de São Bento. Assim, a abadia é um dos mais antigos mosteiros em solo alemão. Às 18h30min a turminha se reuniu para um ensaio com o coro de St. Peter Kirche, em Theley. O concerto se deu às 19h30min, na mesma igreja. O dia seguinte iniciou mais tarde, sendo a manhã aproveitada para descansos e almoço na companhia dos hospedeiros. Na tarde do dia 02/02, às 15h30minh, o grupo deixou os instrumentos musicais no auditório da escola Cusanus Gymnasium e seguiu para uma visitação a exposição de presépios em St. Wendel, a Krippenausstellung. Por mais de 40 anos Karl Lich Heindl construiu e colecionou incansavelmente presépios dos mais variados tamanhos, de países e materiais imagináveis. Dessa forma, a coleção tem mais de 450 peças. A menor manjedoura está dentro de uma casca de noz. A manjedoura panorâmica, cercada por uma imagem de fundo de 8m de comprimento é o maior exemplar e está sendo construído há 30 anos. O presépio veio sendo reconstruído a cada ano, tendo incorporados outros personagens e animais. Atualmente, concluído, é admirado por crianças e adultos como o presépio mais apreciado, pois com a paisagem e seus detalhes conta a História da Anunciação à visita dos Reis Magos. Logo após a visita a exposição de presépios, às 18h00min, o grupo brasileiro voltou à escola Cusanus Gymnasium para um lanche antes do Concerto, que ocorreu na própria escola, às 19h00min.

03 a 05/02 – Kobern-Gondorf – no trajeto para Kobern-Gondorf o grupo parou em Koblenz, onde todos tiveram um tempo livre para compras. Seguindo, à tarde, chegaram a Kobern, onde o Coral Cecília os recepcionou na Igreja St. Lubentius e já os esperava para o ensaio. Em Kobern-Gondorf a turma brasileira não encontrou neve, porém muito frio. O Concerto do Coral Cecília com a Camerata Ivoti começou às 19h30min, na igreja St. Lubentius. Após o concerto ocorreu uma confraternização e o encaminhamento aos hospedeiros. No dia 04/02, às 09h30min, a turma participou de workshop com os alunos alemães no Castelo Von der Leyen, em Kobern-Gondorf. Anteriormente cercado por um fosso, o Castelo Von der Leyen é único na região do Rio Mosel. Foi restaurado em 1907 e atualmente abriga o Museu do Vinho e exposições. Às 12h30min o grupo de alunos lanchou e, às 14h00min, todos ensaiaram com o Coro do Decanato Maifeld-Untermosel. Após o ensaio, a turminha brasileira ficou com seus hospedeiros, cada qual com sua programação. A manhã de domingo do dia 05/02 reservou um workshop no Castelo Von der Leyen, em Kobern-Gondorf, onde o grupo já  havia estado no dia anterior. O almoço foi junto aos hospedeiros. Todos os integrantes muito felizes, sobretudo aqueles que reencontravam a turma alemã que, já havia dois anos, esteve em Ivoti para o Encontro Suzuki: Duda e Viki, Giuli e Natali, Carol e Madeleine… Às 15h30min todos se encontraram na igreja da paróquia St. Lubentius, onde às 17h00min começou o Concerto de encerramento, apresentado pelos alunos alemães e brasileiros junto com o coro do Decanato Maifeld-Untermosel. Após o concerto ocorreu uma confraternização de despedida na Schlossberghalle.

No Brasil, novo e-mail da professora Alexa descrevendo os principais acontecimentos, aventuras e alegrias vividas pela turminha. Nesses relatos também informava o conhecimento de todos eles sobre o Blog das Mães Corujas da Camerata, criado para que as famílias dos integrantes da turnê pudessem acompanhar, além de postar e compartilhar entre si o passo a passo da viagem de seus filhos e filhas pela Europa.

06 a 07/02 – Frankfurt – a chegada aconteceu de manhã na Musikschule, em Frankfurt. Logo depois, passeio com um trenzinho de turismo pelo centro. O grupo conheceu igrejas e pontos importantes da cidade. Depois do passeio, ocorreu o encaminhamento de todos aos seus hospedeiros. No dia 07/02 o grupo fez uma visita ao museu do dinossauro. Após uma pequena preparação com ensaios, o concerto do dia aconteceu às 19h30min sob um frio extremo, em torno de -14º C, na Igreja Dreikönigskirche (Igreja da Epifania). E assim, após mais uma confraternização, se encerrava a estadia do grupo na Alemanha. No dia seguinte, cedo, o grupo seguiu viagem para descobrir novos horizontes. Chegava a hora de desbravar a Turquia!

08 a 13/02 – Istambul/Turquia – Na chegada à Istambul, recepcionado por um representante do Consulado e contando com o motorista/guia particular, Peter, que tem origem turca, o grupo seguiu até o hotel onde se hospedou. No primeiro passeio a turma já pode saborear o típico Dönner Kebab Turco. Uma especiaria da Turquia, apesar de que nem todos se arriscaram, uma vez que é extremamente temperado. Seguindo, o grupo chegou ao Grand Bazar, onde todos puderam fazer suas primeiras compras num rápido reconhecimento, uma vez que já estava escurecendo e o recomendável era voltar logo ao Hotel Aziyade. No dia 09/02, com apoio do Rotary Internacional, a turma brasileira se deslocou de ônibus até o lado asiático de Istambul, onde enfim a Camerata Ivoti realizava seu primeiro Concerto na Ásia. Todos muito felizes e orgulhosos com a façanha. De volta ao lado europeu, entre as visitações o Hipódromo de Constantinopla, que foi o centro esportivo e social de Constantinopla, a capital do Império Bizantino que no século V chegou a ser a maior cidade do mundo. Ele foi concluído no ano de 333 por Constantino, o Grande, e se constituía no único lugar em que o povo se encontrava com seu soberano. Atualmente, a área que abriga o hipódromo recebeu o nome de Praça Sultão Ahmet. A vista da antiga pista de corridas foi soterrada, ou seja, a pista original se encontra a 2 metros abaixo da vista atual que é uma rua. Outro lugar visitado foi a Mesquita do Sultão Ahmet. Também chamada de Mesquita Azul, é a maior mesquita de Istambul e um símbolo religioso para os muçulmanos que visitam a cidade. É considerada uma das obras-primas do mundo islâmico e uma das maiores criações arquitetônicas de Istambul. Foi renomeada como a Mesquita Azul devido aos azulejos azuis que adornam suas paredes. O complexo é composto também de túmulos, medreses (edifícios para o ensino do Islã), um hospital, um mercado coberto (bazar), banhos, fontes, cozinhas públicas para a confecção de alimentos para os pobres, armazéns, salas e, claro, o túmulo do sultão Ahmed I. A turminha chegou no horário das orações e, por isso, tiveram que esperar para entrar em respeito aos fiéis. É costume lavar mãos e pés, entrar descalço, assim como as mulheres e meninas cobrirem a cabeça com lenço. A turma também visitou a Cisterna da Basílica, ou também chamada de palácio subterrâneo. É a maior das dezenas ou centenas de cisternas construídas em Istambul durante a época bizantina e se encontra perto da Basílica de Santa Sofia. Foi utilizada até finais do século XIV como cisterna de água e em meados do século XIX foi restaurada depois de ser usada como armazém de madeira. No dia 10/02 o passeio seguiu para a Hagia Sofia (Santa Sofia), que foi construída no reinado do Imperador Constantino, o Grande, e consagrada no ano de 326. A Igreja de Santa Sofia domina a silhueta de Istambul, na Turquia, como uma poderosa cidadela. A magnífica cúpula principal, cuja clave se eleva 56 metros acima da nave do templo. Serviu de exemplo para a construção de numerosas mesquitas orientais e catedrais do Ocidente. Na sequência, a visitação seguiu ao importante palácio dos sultões, o Topkapi Sarayi, a partir do qual estes dominaram por muitos séculos o gigantesco Império Otomano. Assim, depois de muita cultura e descobertas, o grupo teve mais um tempinho livre para compras no Grand Bazar. Seguiram-se muitas pechinchas para todos levarem os presentinhos tão esperados pelas famílias no Brasil. No dia 11/02 o passeio seguiu de barco pelo Estreito de Bósforo, de onde se tem vista do contraste entre o lado europeu e asiático de Istambul. O lado europeu mantém sua arquitetura histórica e o lado asiático mostra arquitetura típica, porém moderna. À tarde a turma visitou um Mirante com vista para o lado europeu. Depois do passeio, o grupo fez uma apresentação promovida pelo Rotary no auditório de um shopping. À noite a turma se reuniu para a janta e um merecido descanso para enfrentar as novas aventuras do dia seguinte. Na volta para o hotel, após a janta, a turma brasileira se despediu de Peter, o querido amigo que fica sempre na lembrança de todos. O dia 12/02, último dia em Istambul, a manhã foi livre para arrumação das malas. A ansiedade já tomava conta para a volta e, às 17h45min, o grupo deixou o solo turco. Na viagem até o aeroporto houveram algumas breves paradas para fotos e último adeus à Mesquita Azul, Hagia Sofia e o Muro de Constantinopla. Da Turquia o grupo seguiu a Frankfurt, onde permaneceu guardada parte da bagagem. Já no aeroporto, a turma aguardava pelo voo seguinte. No dia 13/02, agora sim o último dia da Turnê Europa 2012, o caminho de volta iniciou às 06h20min e a chegada ao Brasil, ao solo gaúcho, aconteceu às 18h55min, quando o grupo, emocionado, cansado, mas muito feliz, reencontrou suas famílias que os esperavam com todo amor guardado durante um mês de saudades. Todo o carinho demonstrado foi também o reconhecimento por mais uma grande conquista realizada pela Família Camerata Ivoti. Muitas histórias pra contar, novidades, fotos que comprovavam as aventuras em meio à neve, ao frio, e que sem dúvida traduziam o sentimento de alegria e o espírito de família que a Camerata vem construindo. Uma família que se renova e a cada dois anos realiza uma nova Turnê para a alegria e satisfação dos seus integrantes. Cada dois anos? Sim!!! 2014 já está em vias de construção para novas aventuras!

 

O repertório de músicas levado na Turnê Europa/Ásia 2012 compunha:

 
CANTAI AO SENHOR – hinário HPD, n°260
arr. Louis Marcelo Illenseer
 
VERANO PORTEÑO 
Astor Piazzolla – arr. Arthur Barbosa
                Solistas: Luiz F. S. Birck – violino
                                Clóvis S. Filho – viola
 
TICO-TICO NO FUBÁ
Zequinha de Abreu – arr. Fátima Calixto
 
SUÍTE SOBRE TEMAS INFANTIS BRASILEIROS
Alberto Andrés Heller
                Solista: Bernardo T. U. Kleinkauf – violino
 
LIBERTANGO 
Astor Piazzolla – arr. Anand Almeida
 
LA TRAMPERA
Anibal Troilo – arr. Arthur Barbosa
 
QUEM SABE? 
Carlos Gomes – arr. Sandra Mohr
                Solista: Vinícius B. Kern – violino
 
NO REINO DA PEDRA VERDE
Clovis Pereira
 
AVE MARIA
Marcus Viana
                Solista: Caroline Schäfer – violino
 
CARINHOSO
Pixinguinha/João de Barro – arr. R. Paese/ Alexandre Brasolim
 
GAROTA DE IPANEMA
Tom Jobim/Vinicius de Moraes – arr. Aramis Mendes
 
RAIO E TROVÃO
Marcus Viana – adaptação: Andersen Viana
                Solista: Eduarda C. D. Weber
 
REDOMONA
Os Serranos
 
MILONGA PARA AS MISSÕES
Gilberto Monteiro – Intr. E arr. Arthur Barbosa
                Solista: Oscar L. M. Perius
 
INTEGRANTES DA CAMERATA IVOTI EM 2012:

VIOLINO I                                        VIOLINO II                            

Irving Feldens                                    Eduarda C. D. Weber
Luiz F. S. Birck                                   Bernardo T. U. Kleinkauf
Raquel S. D. Prediger                        Anthony M. Tao
Christine H. Tao                                Fernanda H. Kern
Vinícius B. Kern                                 Harry E. Baukat
Adriel Klering                                     Caroline Schäfer
Sinésio A. Fröder
 
VIOLA                                                   VIOLONCELO 
Alexa Lang                                             Monica Cardoso
Giuliana L. D. Crosa                            Alice M. Balardim
Jéssica G. Patro                                    Rebeca H. Dilly
Nicoli S. Saft                                         Oscar L. M. Perius
Clóvis Strassburg Filho
 
CONTRABAIXO                                ACORDEÃO
Alexandre F. Frozi                                Oscar L. M. Perius
 
Mães acompanhantes/equipe de apoio:
Creise S. Baukat
Aquemi S. U. Kleinkauf
Margit H. Kern
Iara H. Dilly
 
Fonte: Texto baseado em relatos de Eduarda Cloé Dhein Weber e Alexandre Felipe Frozi.
Imagens: Acervo da ASCARTE/Camerata Ivoti.
Edição de texto e imagens: Leila Elisa Dhein Weber e Isabel Cristina Frozi.
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s