E MAILS DA PROFE ALEXA

Aqui compartilharemos os e mails da profe Alexa com notícias, histórias e recados da turminha pra quem fica aqui torcendo por eles:

16/02/2014

Terça-feira – este foi um dia bem especial. Logo que chegamos na escola em Vallendar os alunos foram encaminhados para assistir as aulas nas turmas de seus hospedeiros. Às 13h almoço no refeitório da escola e às 14h nos encontramos com a irmã Isabel. A irmã Isabel é uma paulista que está morando já 4 anos aqui. Ela nos falou, entre outras coisas, sobre a história do local e suas palavras acho que tocaram cada um de nós de uma forma bem especial. Na sequência visitamos a capela (prédio fundamental do local), todos puderam fazer uma oração e foi um momento que muitos se emocionaram, depois disto café e cuca. Visitamos mais uma igreja e encaminhamento para hospedeiros.

Quarta-feira – 7h50: mais aula com os hospedeiros / preparação para tocar na missa / missa / mais aula com os hospedeiros e almoço. Depois do almoço fizemos um passeio com guia pela cidade de Koblenz, um pequeno tempo para compras e voltamos para a escola para preparação para o concerto. Momento estranho: tocamos três peças com a orquestra e coro desta escola. O estranho foi que eles marcaram o único ensaio destas peças às 18h30min e o concerto começava às 19h, até ajeitar tudo já era 18h50min qdo o ensaio efetivamente começou (mesmo assim acabou funcionando). Aqui tivemos muitos conhecidos de Kobern-Gondorf (cidade que estivemos em 2012) e muitas pessoas vieram elogiar nossa apresentação (que desta fez durou quase 2h).

Quinta-feira – despedida da Alemanha e do Peter. Saímos cedo, novamente, com destino a Holanda. Chegando aqui fomos muito bem recebidos pelo Herman, sua família e amigos. Almoço / ensaio / hospedeiros / pequeno descanso e concerto. Nesta noite, além de nós, também houve a apresentação de um Coro Masculino (regidos por uma mulher) e o Coro do Herman cantando três peças que a camerata acompanhou (foi o primeiro de três com a mesma sequência).

Sexta-feira – acorda cedíssimo e às 7h já estávamos na rua à caminho de Amsterdam para passeio. Lá chegando fizemos um trecho de balsa e a primeira parada foi o Museu da Casa de Anne Frank (com libreto de explicações em português) muito interessante. Pequena caminhada e Rijksmuseum (onde tivemos a oportunidade de ver o quadro Ronda Noturna). Retorno para Dedemsvaart, hospedeiros e concerto.

Sábado – manhã livre para dormir (oba). Na parte da tarde fizemos um passeio de barco pelo canais da cidade de Giethoorn e a noite foi nosso último concerto. De acordo com nosso hospedeiro este foi o melhor dos três. E para terminar o dia festinha na casa do Herman (com direito a música ao vivo proporcionada pelo Luiz e pelo Alexandre).

Domingo – iniciamos o dia num culto e o restante foi reservado para arrumação de malas e descanso, pois daqui algumas horas já estaremos iniciando nosso retorno.

Sendo assim, este é meu último mail e gostaríamos de aproveitar para dizer que foi muito bom. O pessoal está de parabéns em geral. Os esquecimentos, que foi o problema mais recorrente, melhoraram consideravelmente (de quase 15 antes da multa estabelecida para 2 nós últimos 20 dias). Ou seja, estamos bem satisfeitos com tudo.

Um abraço a todos e até daqui algumas horas.

 

11/02/2014

Continuação – Depois de um tempo na casa dos hospedeiros fomos para o local da apresentação para ensaiar com o coro local. Este ensaio foi com um regente um pouco estressado, mas conversamos com os alunos para não se deixarem afetar e eles acabaram fazendo bem bonito novamente.

Sexta-feira – saímos cedinho e as 7h22min já estávamos em solo francês. Longa viagem até chegarmos em Paris. Rápida passada no hotel e já nos uniformizamos e fomos rumo a Torre Eiffel para fazermos as nossas fotos e seguimos para o local do concerto. O concerto foi muito aplaudido, teve gente cantando com o Luiz na ‘Fantasia Pampeana’ e muitas pessoas falando conosco (em português). Na volta para o hotel tivemos a oportunidade de ver a torre de longe toda iluminada parecendo uma árvore de natal (isto acontece de hora em hora com uma duração de 2min, muita sorte) jantar e descanso.

Sábado – eu precisaria de muitas páginas para descrever este dia, mas vou optar por citar os fatos importantes do dia. Café da manhã francês, trem lotado, palácio de versailles, trem de novo, lanche, museu do louvre, foto com a Mona(lisa), passeio no centro para comprar souvenirs, corre da chuva, catedral de Notre Dame, ônibus de turismo para ver Paris iluminada, trem com pickpockets (sim as batedoras de carteira estavam no nosso vagão ao nosso lado), hotel, janta e descanso.

Domingo – Café da manhã francês, coloca toda a bagagem no ônibus e Torre. Chegando lá uma longa fila para o elevador e um vento miserável, mas valeu a pena. O dia estava bonito, a vista é algo indescritível e subimos até o topo (a torre balança um pouco). Depois da torre fizemos um passeio de barco no rio Sena (+/- 1h) e iniciamos nosso retorno. Longa viagem e novamente na casa dos hospedeiros de St. Wendel.

Segunda-feira – saída no meio da manhã rumo a Bad Kreuznach. Chegando lá fomos muito bem recebidos e teve até arroz no almoço. A tarde foi reservada para descanso ou centro/compras. Houve um probleminha de organização nesta cidade pois foram divulgados  dois horários diferentes de início (19h30min e 20h). Solução: 19h30min – Luis começou tocando duas musicas sozinho, o pastor fez uma saudação, o coro masculino na cidade cantou parabéns para a Scheila que estava de aniversário, o Luis tocou mais uma música e dai sim +/- as 19h55min – iniciamos realmente o concerto. Na nossa opinião foi o melhor até agora. Festinha e dormir.

Terça-feira – saída cedinho para Vallendar.

Hoje ficamos por aqui.
Um abraço a todos

 

07/0214

Mais um…

Sábado (continuação) – após um tempo na casa dos hospedeiros, fomos todos para a igreja, onde aconteceria o concerto, para ensaiar com os alunos de Frankfurt / tempo para se arrumar / concerto. Não tocamos todo nosso repertório, desta vez a prof. Sunhild fez um programa misturando um pouco das músicas deles, um pouco das nossas e terminamos com uma peça em conjunto. Nesta noite também tivemos uma presença ilustre, um ex-integrante da Camerata e participante de duas turnês: Clovis Strasburg Filho. Além de assistir o concerto foi conosco participar da confraternização e ajudou a fazer a integração (fotos no blog).

Domingo – iniciamos o dia com uma apresentação na prefeitura (Kaisersaal) / passeio com guia pelo centro tendo como tema principal ‘a música na cidade de Frankfurt’ / patinação no gelo (pura adrenalina) / refeição (16h) na casa dos hospedeiros e terminamos o dia assistindo uma apresentação musical bem diferente (uma interpretação de música de cabaret dos anos 20 e 30).

Segunda-feira – despedida, fotos e seguimos rumo ao Museu da Tecnologia de Speyer. Neste museu tivemos até a oportunidade de entrar num ônibus espacial, aviões, navios e um submarino (todos de verdade). Almoçamos no restaurante do museu e em seguida assistimos um documentário (+/- 50 min) num cinema com 1.000 m² de tela (era como se tivéssemos numa esfera com metade da área interna sendo usada para projeção do filme). Já no meio da tarde seguimos viagem então para Pirmasens onde fomos recebidos pelos parentes da Alice e distribuídos nos hospedeiros.

Terça-feira – Este foi mais um dia bem longo. Iniciamos cantando parabéns para Aquemi que estava de aniversário e logo depois recepção na prefeitura. Seguimos para outro museu (sem custo para nós novamente, pois foi um presente da cidade). O nome do museu (de ciências e física desta vez) era Dynamikum e neste pudemos interagir com as ‘experiências’ (semelhante ao nosso museu da PUC em Porto Alegre) e foi muito divertido. Ao meio dia tivemos um ensaio com o Coro da Escola que durou menos que o previsto, pois tudo funcionou muito bem e a tarde foi reservada para passeio num ‘Outlet’ e pelo centro da cidade. Às 17h30min nos encontramos novamente na igreja, tivemos mais um pequeno ensaio, entrevista para o jornal e concerto. Sentimos que o pessoal estava bem cansado, pois faltou atenção durante a apresentação e podíamos ter tocado melhor. Terminamos o dia com uma confraternização que incluía pão de queijo e negrinho.

Quarta-feira – despedida, fotos e seguimos para St. Wendel. Lá chegando descobrimos que nosso anfitrião reservou o dia para descanso (todos vibraram). Já é a 4ª vez que eles nos recebem e já sabem a  esta altura da turnê estamos precisando de um tempo livre para dormir. Encontramo-nos novamente às 18h15min para ambientação e nosso concerto foi bem melhor do que o de ontem. Aqui tivemos mais uma entrevista para um jornal local. Nesta noite também tivemos a orquestra da escola ‘abrindo’ a noite.

Quinta-feira – encontro numa escola pela manhã para apresentação. E, olha só, já estamos um pouquinho famosos. Tinha uma emissora de televisão filmando nossa apresentação e fazendo entrevista com nossos alunos (sim, já deixamos tudo engatilhado para conseguirmos cópia para mostrar no Brasil).
Hoje fico por aqui. Até domingo espero poder escrever mais.
Um abraço a todos
Alexa
PS(1) – Nosso hospedeiro de St. Wendel disse que ficou observando como o Luiz está deixando o ‘corações partidos’ por aqui. Ele disse que é só o Luiz fechar os olhos quando toca que os suspiros começam.
PS(2) – A alimentação continuam muito bem (Amanda pediu para avisar que já comeu até cenoura).

 

01/02/14

Ufa, internet novamente… Sei que não sou só eu estou tendo dificuldades para acessar internet e telefone, mas podem ficar tranquilos, pois todos estão bem, com saúde, nenhuma mala perdida e nenhum incidente grave. Vamos ao nosso ‘pequeno’ diário.

 Sábado (25/01) – nesta noite tivemos um pouco mais de tempo para dormir (nos encontramos só às 10h30min para uma visita guiada pela cidade de Roth). Foi a primeira visita do grupo a um  ‘schloss’ (muitos ficaram boquiabertos com a riqueza exposta) e foi um passeio bem tranquilo pois estava bem quente (+4º em comparação aos -8º que chegamos a suportar em Berlin). Fato interessante: recebemos uma doação em dinheiro e uma senhora (Frau Roser) que queria muito nos assistir, mas infelizmente estava hospitalizada. Não tivemos dúvida, reunimos um pequeno grupo e fomos até o hospital tocar para ela. Ela ficou imensamente agradecida e emocionada (maiores detalhes no blog).

 Domingo – começamos o dia participando do culto acompanhando a comunidade em alguns hinos e tocando algumas de nossas músicas. Logo em seguida fomos levados pelos nossos hospedeiros para Schwabach. Chegando lá fomos encaminhados para os novos hospedeiros (segundo a distribuição da nossa lista/sugestão) e passamos à tarde com os mesmos. Alguns aproveitaram para descansar outros fizeram um pequeno passeio pela cidade e à tardinha nos rmos para o concerto. Houve a apresentação da orquestra da cidade (mais sopros do que cordas) antes de nós e eles tocaram ‘Quebra Nozes’ de Tchaikovsky, muito bonito. Nosso concerto foi muito elogiado e a coleta foi quase o dobro das anteriores. Ao final do concerto tocamos ‘Der Mond ist aufgegangen’ com os músicos da orquestra e regidos pelo Kantor (músico coordenador).

 Segunda-feira – dia longo. Iniciamos o dia com S-Bahn e ICE. Chegando em München tivemos ajuda para deixar nossas malas na estação e tempo livre no centro para compras (pouco mais de 2h). Em seguida fomos, de ônibus, fazer um passeio pela cidade e passamos por pontos turísticos (inclusive ‘ Allianz Arena’). Ao chegar na ‘Gemeindehaus’ fizemos um pequeno lanche (com mega pizzas), nos preparamos e concerto. Mesmo um pouco cansados, todos se esforçaram e fizeram bonito aqui tbém.

 Por falar em esforço, preciso fazer uma pequena pausa no ‘diário’ e dizer que o grupo está sendo muito jóia. Todas as reuniões, chamadas de atenção, exemplos, etc… valeram a pena.  Um ou outro precisou de uma chamada de atenção ou uma conversinha mais reservada, mas não podemos reclamar (em especial o cumprimento dos horários). Por outro lado os esquecimentos estão um pouco acima do esperado, sendo assim tivemos de ter uma conversa mais séria.

Terça-feira – horário de encontro: 12h. Ahhh, dormir até tarde, tudo de bom. E dia de parque aquático, perfeito. Todos, sim todos, aproveitaram os escorregadores, se deliciaram com as saídas de água que de tão forte acabam fazendo massagem nas costas, água quente ao ar livre, tirar foto debaixo d’água, rampas radicais, etc… Depois deste dia relaxante, fomos para o local do concerto onde ganhamos uma bela janta e tocamos para um dos públicos mais animados até agora.

 Quarta-feira – acorda cedo, despedida e seguimos para Schwangau (localidade onde fica o complexo de castelos que abriga o famoso Neuschwanstein). A Duda avisou a todos que foi postado no blog uma descrição dos castelos que visitamos, então todos vocês podem conferir o que tivemos o prazer de ver pessoalmente. Logo que chegamos fomos encaminhados para a visita no Hohenschwangau, depois almoço (salada, carne de porco, massa típica alemã e molho), passada rápida para souvenir e seguimos para a visita no Neuschwanstein, tempo para as fotos da camerata, janta e concerto. Neste concerto o pessoal estava um pouco desatento, talvez pelo dia que foi bem longo e cheio de atividades. Depois do concerto seguimos para Rottenbuch, distribuição nos hospedeiros.

PS: Quando visitamos uma cidade que já estivemos em anos anteriores é muito bom ver a ansiedade de antigos integrantes por ficar na casa de velhos conhecidos.

 Quinta-feira – horário de encontro: 9h30, ou seja, um bom tempo para descanso. Primeiramente fizemos uma visita guiada na igreja da cidade (que de tão grande, cabe praticamente todos os cidadãos de Rottenbuch) muito bonita, cheia de afrescos. Em seguida fizemos uma pequena caminhada (+/- 5 km morro acima) para fazermos nosso lanche/almoço numa queijaria (acho que tinha entre 15 e 20 tipos de queijos diferentes + linguiças, salames, pães, etc…). A tarde foi reservada para descanso (foi bom para todo o grupo). Encontramos-nos novamente às 18h para a janta e logo em seguida o concerto. A turma teve de ajudar a arrumar o local do concerto, as pessoas que vieram assistir sentaram ao redor de mesas e podiam beber enquanto nos ouviam, mas mesmo assim tocamos como se estivéssemos numa sala de concertos.

 Sexta-feira – saímos cedinho, encontramos com o Peter. Rumamos para Stuttgart e fomos direto para a loja da Paganino ‘pegar’nossas encomendas. Em seguida tivemos tempo para um pequeno passeio no centro da cidade antes de chegarmos na Empresa Mahle. Lá chegando, descarregamos malas, instrumentos, etc.. e nos arrumamos para o concerto. A galerinha caprichou novamente e tivemos muitos aplausos e elogios do público. Aqui tivemos a oportunidade de encontrar com muitas pessoas conhecidas, cito em especial a filha do professor Loges (Marta) que foi muito simpática conosco. Na seqüência, janta e albergue.

Sábado (hoje) – tomamos café da manhã logo que abriu o refeitório do albergue, descemos as malas, check-out e o ‘povo’ estava pronto quase 20min antes do horário combinado para saída. Acabamos de chegar em Frankfurt, todos foram para casa de hospedeiros (nossa lista foi modificada e muitos acabaram ficando sozinhos novamente) e eu aproveitei para enviar este e-mail pra vcs.

 Fico por aqui, até o próximo acesso a internet.

Abraços a todos

 

25/01/14

Queridos no Brasil,

passada uma semana de viagem, temos nosso segundo mail de notícias.

Nosso segundo dia em Lisboa foi uma verdadeira maratona… uniforme/instrumento/partitura/ônibus/praça/vento/sol/chuvisco/frio/cadeira emprestada de barzinho para os cellos/toca/grava/tira foto/correr atrás de ônibus novamente/desce novamente/toca/grava/corre da chuva/recebe convite inesperado de um museu/caminhada com instrumentos/Pastéis de Belém e volta pro hotel. Mas valeu a pena, as fotos ficaram muito boas e as gravações, os repórteres disseram que, tbém ficaram muito boas.

Domingo – acorda cedíssimo e… vamos voar. A viagem transcorreu super bem e somos recepcionados pelas famílias hospedeiras de Berlin. Grande surpresa: hospedagem modificada e temos apenas duas duplas e um trio, todos os demais hospedados sozinhos. Bateu uma angústia em alguns ao receber a notícia, mas todos foram encaminhados como estava na lista da anfitriã. Após algumas horas com as famílias todos retornaram dizendo que estavam super bem e felizes. Bom… hora do concerto (olhos e ouvidos atentos) e logo depois foto com o maestro Zubin Mehta (a empolgação foi geral).

Segunda-feira – mais um dia com uma pequena maratona… uniforme (alguns problemas com uniforme)/ instrumento/partitura/trem/concerto numa escola/tocar na frente do ‘Brandenburger Tor’/frio/tempo livre com hospedeiros. Neste dia ocorreu algo interessante em Berlin que eles chamam de ‘Blitzeis’, é qdo o chão está molhado e a temperatura cai muito repentinamente e congela o chão. Isto faz com que o chão fique muito, muito, muito liso aumentando e muito a chance de quedas. Todos nós resvalamos e alguns conseguiram cair. Ficamos sabendo que o normal de chamadas para bombeiros e pronto-socorro é de 1.000 por dia e neste dia às 10h da manhã já tinham 1.000 chamadas.

Terça-feira – primeiro dia com ‘Lunchpaket’ e passeio na Alemanha. A primeira parada foi ‘Reichstag’ onde todos tiveram a oportunidade de subir até o mais alto ponto da cúpula. Logo em seguida passamos pelo ‘Holocaust-Mahnmal’ e lanchamos ao som de cello e piano no hall da ‘Berliner Philharmonie’ (um concerto aberto, gratuito e LOTADO). Depois disto fomos a um museu que descreve a história da cidade de Berlin muito interessante. E para terminar o dia tivemos ensaio com o coro de alunos da escola.

Quarta-feira – nos encontramos cedo na escola e encaminhados para o museu do Muro de Berlin. Ali pudemos ver fotos, bonecos exemplificando os esconderijos mais improváveis possíveis para fuga, vídeos, etc… e, como não havia explicação em português notamos que alguns alunos ficaram ‘boiando’ um pouco. Sendo assim, logo que reunimos o pessoal na escola novamente conversamos um pouco sobre história com eles (Segunda Guerra, Guerra Fria, Muro, etc..) e tiramos algumas dúvidas mais pertinentes. Esta explicação foi muito útil para o passeio que ocorreu depois do almoço (duas horas de muito frio) mostrando pontos importantes da cidade com uma guia BRASILEIRA (que mora há 17 anos na Alemanha).

Quinta-feira – dia mais ‘light’. Nos encontramos às 10h na escola/ensaio/almoço/ensaio/ensaio/ensaio/livre com hospedeiros e apresentação (muiiitooos aplausos). A Frau Schröder-Fink nos falou que os alunos deles não costumam assistir as apresentações (ficam esperando sua vez de subir ao palco do lado de fora e conversando) e que ficou admirada pois eles permaneceram no auditório (nos corredores, de pé, sentados no chão) para nos assistir.

Sexta-feira – madrugarão FFFRRRIIIOO, despedida e seguimos rumo a Roth. Chegando lá (aqui) fomos distribuídos segundo nossa lista para os hospedeiros e passamos a tarde com os mesmos. Noite na ‘Gemeidehaus’ com hospedeiros (mais comida).

Por hoje é só.

Um bom fim de semana para todos.

 

17/01/2014

Queridos familiares e amigos,
chegamos todos muito bem, o voo teve um pouco de turbulência mas foi tranquilo e todas as malas tbém vieram (desta vez as malas dos repórteres tiveram problema).
Logo que chegamos fomos recepcionados pelos pessoal da RBS-TV que registrou tudo para a posteridade e pela empresa de transporte que nos levou para o hotel e explicou um pouco sobre a cidade para nós.
Agora já estão todos bem alimentados e acomodados em seus quartos.
Daqui a pouco estamos saindo para fazer o primeiro passeio do grupo por Lisboa.
O tempo está chuvoso, +/- 10 graus positivos.
Abraços a todos
Alexa
PS: Temos uma ótima notícia para compartilhar. Não sei bem o limite entre ousadia e cara-de-pau. Nos últimos dias o prof. Irving fez contato com a Filarmônica de Berlin perguntando a possibilidade da Camerata tirar uma foto com o maestro Zubin Mehta (um dos maestros mais famosos do mundo na atualidade). Recebemos a resposta positiva hoje que, após o concerto, seremos encaminhados para a tal foto.

Anúncios

5 pensamentos sobre “E MAILS DA PROFE ALEXA

  1. Nossa, Prof. Irving Feldens e Prof. Alexa, que presente maravilhoso!!! Parabéns novamente à Júlia Franzoi, minha filha muito amada, e a toda turminha da Camerata Ivoti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s